quinta-feira, 21 de novembro de 2013

CAOS

 
 
 
CAOS
Lílian Maial
 
 
 
 
 
 
 
 
 
E ainda há todas essas asas se debatendo dentro de mim
 
E tantos leões famintos no meu peito
 
Não, amor, não se espante com essa baderna interna
 
É que não deu tempo de organizar as coisas
 
Você chegou de repente
 
**********

4 comentários:

  1. De repente, tão de repente..." Talvez seja semelhante!
    Carinho
    Jorge

    ResponderExcluir
  2. Tem coisas(e pessoas) que surgem na vida da gente sem que tenhamos tempo de arrumar nossa "casa interna". Tem um verso da música Aquarela, que eu adoro, que espelha isso:

    "E o futuro é uma astronave que tentamos pilotar,
    Não tem tempo nem piedade, nem tem hora de chegar.
    Sem pedir licença muda nossa vida, depois convida a rir ou chorar."

    Beijão.

    Ricardo Mainieri

    ResponderExcluir
  3. Exatamente, meu doce! E haja asa se debatendo por dentro!!!
    ;)

    ResponderExcluir