quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

MATAMORFOSE

MATAMORFOSE
lílian maial
vento varre o chão
folhas no ar a dançar
borboletas súbitas

*********

4 comentários:

  1. Cheguei até aqui, Lílian, trazido pelo vento desse haicai, desde O gato da Odete. Cheguei meio sujo, empoeirado, mas já passei na Lavadeira e me recompus na aparência (por dentro, não garanto nada).

    Gostei de tudo que li e do soneto que ouvi. Sua poesia é mais uma das grandes surpresas que a blogosfera de vez em quando me proporciona.

    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Lilian, grato pela leitura do meu poema no Gatodaodete. Agora cheguei ao seu blog pra uma viagem.
    Convido-lhe ao meu www.nirtonvenancio.blogspot.com e www.olharpanoramico.blogspot.com

    Abraços!

    ResponderExcluir
  3. Lindo teu haiku, Lílian querida! e na métrica correta, comme il faut ! amei-os, querida, um beijo grande, saudades.
    André

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir